relacaoinstitucional@paodospobres.org.br
Nos acompanhe nas redes sociais

BLOG

img featured
Destaque 

A educação é o caminho

compartilhe

Mais educação, menos violência: esse foi o foco da apresentação feita pelo sociólogo e jornalista Marcos Rolim na tarde de ontem (16/11) no Ciclo de Palestras do Pão dos Pobres.
Com o objetivo de ressaltar a importância da formação escolar como prevenção à violência, o Ciclo abriu sua programação com o depoimento de um jovem egresso da Fase que participou do programa de Oportunidade e Direitos (POD) Socioeducativo na Fundação. Ele, que passou pelo cumprimento de medida socioeducativa e hoje faz o curso profissionalizante de Mecânica Automotiva, deixou claro em sua fala o quanto a aprendizagem profissional está mudando sua vida. “Escolhi o mundo do trabalho”, declarou.
Marcos Rolim trouxe dados significativos que comprovam que quanto mais tempo na escolarização, mais distante da violência e da criminalidade o jovem fica. “Se prender mais fosse a solução, esse problema estaria resolvido há muito tempo”, destacou, informando ainda que o Brasil tem mais de 700 mil presos, sendo a terceira população carcerária no mundo. O especialista chamou a atenção para os custos sociais e econômicos do crime e o quanto podem ser reduzidos investindo-se em educação. “É difícil imaginar uma razão melhor para desenvolver políticas que evitem a evasão escolar.”
Simone Quadros, coordenadora do Centro de Educação Profissional (CEP) do Pão dos Pobres, ressaltou o quanto a profissionalização devolve o propósito para a vida dos jovens. “Enquanto o jovem está buscando formação, ele não está disponível para ser recrutado pelo crime”, afirmou.
João Rocha, gerente socioeducativo do Pão, agradeceu a participação, enfatizando que esse tipo de evento oferece as pistas para que a atuação dos profissionais da área social seja cada vez mais assertiva. “Esse é um conhecimento que nos dá esperança, não a esperança de quem espera, mas a dos que constroem projetos de vida”, concluiu.