relacaoinstitucional@paodospobres.com.br
Nos acompanhe nas redes sociais

BLOG

img featured
Destaque 

Setembro Amarelo: tema é pauta de evento no Pão dos Pobres

compartilhe

Setembro é o mês dedicado a sensibilização e conscientização quanto à importância da prevenção ao suicídio. Nos dias 10 de setembro, Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, e 13, a Fundação O Pão dos Pobres realizou palestras para sensibilizar seu público interno e a comunidade. A atividade integrou as ações previstas dentro da campanha La Salle Construindo o Futuro, um movimento que envolve as unidades da Região Latino-Americana Lassalista – RELAL. As atividades do Setembro Amarelo no Pão dos Pobres vêm contemplar o direito à saúde, um dos nove objetivos da campanha.
Com o tema “Suicídio e Automutilação na Infância e Adolescência”, o Dr. Ricardo Nogueira, supervisor da Psiquiatria do Hospital Mãe de Deus e coordenador do Centro de Promoção à Vida e Prevenção ao Suicídio (CPV), foi o convidado para conversar com adolescentes, jovens, educadores e instrutores da instituição, com o objetivo de desmistificar o problema.
“Estou aqui para fazer um alerta!”, começou o especialista. “Esse é um fenômeno complexo que está presente no nosso dia a dia”, explicou.
A relevância do tema não se dá apenas pelo fato em si, de uma pessoa colocar fim à sua vida, mas pelo avanço desse fenômeno entre os jovens no Brasil, enquanto no mundo inteiro vem diminuindo as taxas de suicídio.
O Dr. Ricardo chamou a atenção para a necessidade de as pessoas conhecerem o problema, falar sobre ele. “Esse não é um problema individual, é coletivo. Por isso, é fundamental promover a discussão mais ampla e aberta para gerar ações e políticas públicas visando sua prevenção e controle.” E reforçou: “Precisamos falar sobre isso!”
O especialista destacou a importância de se prestar atenção aos sinais de alerta do comportamento suicida. Mudanças de hábito na alimentação ou no sono, crescente isolamento da família e de amigos, diminuição do autocuidado, autoagressão, falta de esperança são alguns dos alertas.
O evento foi um convite para o “bom combate”, promovendo a prevenção com conhecimento, atenção, compreensão e apoio.

Foto:Ellen Capponi